O juiz Sergio Moro decidiu que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não terá esquema diferenciado em visitações na sede da Polícia Federal de Curitiba, onde está preso.

“Além do recolhimento em Sala do Estado Maior, foi autorizado pelo juiz a disponibilização de um aparelho de televisão para o condenado. Nenhum outro privilégio foi concedido, inclusive sem privilégios quanto a visitações, aplicando-se o regime geral de visitas da carceragem da Polícia Federal, a fim de não inviabilizar o adequado funcionamento da repartição pública, também não se justificando novos privilégios em relação aos demais
condenados”, afirmou Moro em despacho desta segunda (9).

 

O PT articulava a visita de um grupo de políticos, governadores e senadores nesta semana e também a entrada da presidente do PT, Gleisi Hoffmann, o que foi negado por Moro. Assim, o ex-presidente deve estar em um esquema de visitas comuns, como os outros presos.

Últimas 48 horas

Ontem (9), após deixar a carceragem da Polícia Federal, em Curitiba, o advogado Cristiano Zanin concedeu entrevista à imprensa e comentou como foram as primeiras 48 horas de prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. No domingo (8), por exemplo, o petista assistiu à final do Campeonato Paulista e comemorou o título do seu time, Corinthians.

“Ele assistiu ao jogo e ficou bastante feliz com o resultado”, disse Zanin. Ainda no domingo, uma foto do ex-presidente com uma bandeira do Timão foi postada por sua equipe nas redes sociais.

Segundo Zanin, Lula está bastante sereno e tem passado a maior parte do tempo lendo. “Ele, claro, está indignado com o fato de estar preso sem ter cometido crime, mas tem passado bastante tempo lendo, como o livro ‘A Elite do Atraso’, de Jessé Souza”, disse o advogado.

Nesses dois dias, Lula ainda não tomou banho de sol. Segundo Zanin, por questões internas da Polícia Federal.

No começo da noite, Zanin divulgou um vídeo sobre como o ex-presidente está. Confira AQUI

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here